h1

O caçador de Furacões

20/08/2009

O Furacão Bill encetou as hostilidades da época de furacões de 2009. No dia 12 de Agosto uma massa de ar tropical formada ao largo da costa Oeste do continente Africano, transformou-se rapidamente num sistema de baixas pressões a Sul do arquipélago de Cabo Verde. Volvidos 3 dias, o National Hurricane Center alterava esta classificação para Tempestade Tropical. 

Deslocando-se de acordo com uma trajectória oés-noroeste (ONO), o Bill obteve o estatuto de furacão no passado dia 17. Na escala de Saffir-Simpson, o Furacão Bill atingiu ontem a categoria 4, prevendo-se que a intensidade dos ventos possa vir a agravar-se.

Imagem: Satélite Aqua, NASA. Clique em cima para melhor visualização.

Imagem: Satélite Aqua, NASA. Clique em cima e deslumbre-se.

A forma circular bem definida, quase simétrica, do olho do furacão é reveladora da severidade do fenómeno, sendo que, na sua periferia, foram registados ventos superiores a 175 Km/h. Para além da imagem MODIS apresentada acima, com uma resolução de 250 metros por pixel, o NASA Earth Observatory, fornece um ficheiro (*kmz) a partir do qual é possível observar a localização exacta do Furacão Bill no Google Earth, aquando do momento da captura da imagem pelo sensor a bordo do satélite.

As Ilhas Bermudas, no Mar das Caraíbas, durante o fim-de-semana, e a costa Leste dos Estados Unidos, nas próximas Segunda e Terça-Feira, são os territórios onde se prevê-se que o Bill faça sentir parte do seu poder.

Anúncios

5 comentários

  1. Indiquei o Terra Ruim para um selo lá no blog!

    Parabéns! 😉


    • Luís, essa menção deixou-me bastante lisonjeado e sem palavras. Nunca é demais agradecer o facto de teres sido dos maiores responsáveis por me ter iniciado na blogosfera. 😀


  2. É disto que tu gostas!!!Furacoes, tempestades, depressoes atmosfericas sao mesmo contigo.Melhor explicaçao era impossivel!Muito melhor que o homem do tempo


    • Às vezes até me sinto mal por ter uma quase obsessão por tudo o que é manifestação catastrófica do Planeta. São forças naturais que fazem parte da dinâmica da Terra que devemos conhecer cada vez melhor, aprendendo a conviver com elas e assim reduzir os riscos que lhes são intrínsecos.


  3. […] mais poderoso da época de furacões de 2009. Com uma rota completamente distinta da seguida pelo Bill, o Jimena segue ao largo da costa Oeste do México, sobre o Oceano Pacífico, em direcção à […]



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: