h1

Barraca Com Eczema

04/09/2009

No que diz respeito ao espectáculo dos Buraka Som Sistema no Monchique Summer Sounds, eu, que nem sequer me considero um grande apreciador da sua música, fiquei com a incomensurável vontade de me juntar a mais um par de amigos e criar uma banda que possa rivalizar com as letras da popular banda de kuduro progressivo. Chamar-se-ia “Barraca Com Eczema” e, à letra “Bate no peito / com respeito”, dos Buraka, ripostava-se com um estribilho do género: “Béqueme tá-me a dar uma pontada no pête / Má atã que jête?”.

Os sinos da igreja tocariam a rebate e juntar-se-ia a turba, em frente ao Café da Vila, fazendo-se transportar em autocarros conduzidos pela distinta perícia do meu amigo Tomás Nunes, que nos levaria a locais extraordinários como a recta do Rasmalho ou a Ladeira do Vau, numa tournée pela Estrada Nacional 266, com encerramento na Avenida da Praia da Rocha, uma espécie de Broadway.

Já estou a ver os ditos autocarros pejados de malteses e labregos como eu, grelhando carne nos bancos de trás, parvos de alegria, num regabofe endemoninhado que só os de Monchique sabem engendrar.

O resto da minha crónica no Jornal de Monchique, pode ser lido aqui.

Anúncios

8 comentários

  1. Desconfio que tiveste esta ideia embalado pelo “Medonho”. Tem cuidado qq dia ´es mm fa dos Buraca LOL. ;P. Gostei do tom sarcastico e imaginativo.


  2. …Fiquei fã dos Buraka depois do concerto muito bom que deram cá na terra! 🙂 É sempre bom ler uma análise dessas, e, quando feita por uma professora de Português até parece que há ali um texto literário à séria!


  3. Eh eh eh


  4. Amigo Édu eu axo que a malta de Monchique Pensou que viriam os indios de lisboa aqui esburacar isto tudo .Nao contesto nem aprovo mas axo que o dinheiro gasto nesta banda da qual sou seguidor dava para pagar uma banda por dia durante uma semana e muitas mais coisas para a malta nova e velha visto que de alguns anos a esta parte nao tem vindo a mcq assim grande variedade so para um grupo restrito . faz falta musica para todos e nao so para alguns.
    ps. Monchique nao lucrou la muito com a este concerto


    • Marco,

      Antes de te responder, obrigado por estares de volta ao painel de comentários do Terra Ruim! 🙂

      Creio que o montante pago aos Buraka não é tão alto como se especula. De qualquer das formas, estes fins-de-semana temáticos são sempre positivos e até penso que o Summer Sounds devia prosseguir com mais bandas e mais animação ainda, dando lugar a um festival, nos pinheiros da Fóia, por exemplo.

      Por outro lado, acho que Monchique lucrou e muito. Havia já algum tempo que um mito destes não tinha tanto sucesso. 😛


  5. Pois nao leves a professora de Portugues mto a serio. A professora continua sem acentos e agora esta desempregada, situaçao que esta a ser resolvida, mas ainda sem sucesso… Quanto `a tua veia literaria, ja ´e conhecida de tds, continuo surpreendida por nao teres sido um veterano do meu curso 😉


  6. Além de Recta do Rasmalho e Ladeira do Vau, teriamos que passar também em Lady’s Green, esse belo local, que durante tanto tempo foi local de romarias intermináveis, na celebre e já encerrado pela ASAI, Casa da Música aka “Fernanda”…desconfio que pela carne que lá vendiam.


    • Meu amigo Kaldas, bem-vindo aos comentários do Terra Ruim.
      Obrigado.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: