h1

Três em cada duas

20/11/2009

Fonte (felizmente) incógnita

Onde, como, quando e porque carga d’água esta folha me chegou às mãos, é um sempiterno mistério que só a subtileza do vento que a empurrou pelas pedras da rua saberá esclarecer. Hosana nas alturas por tão prezado tesouro!

Assim se escreve, em bom português.

Anúncios

2 comentários

  1. Tu achaste isso na rua? Cá pra mim escreveste isso tu!
    Copiaste o electrecidade da carrinha do Avante!

    Coitados é dos velhotes que forem fazer as suas compras, em especial medicamentos, alimentos e produtos de higiene pessoal (LOL?) com este tamanho BURRO!

    És um gajo de sorte Edu.. tanta gente a pisar bosta de cão e tu pisas um diamante destes! 🙂


  2. Fenómenos desta natureza deviam acontecer sistematicamente, Rui Barros. Nem sempre tenho tempo, nem a sorte necessárias para recolher pérolas destas. Vê mas é se me envias as que tanto tens prometido…



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: