h1

O Menino do Mar

23/05/2011

Meia Praia, Lagos. Volta não volta, volto aqui. Ver o tombo salgado das ondas é uma saudade que dá de mergulhar no líquido amniótico do Mundo, onde tudo começou. E só engolfado nuns versos consigo clarear a inconsciência do impulso:

Mar…
Velha inquietação mal resolvida
A banhar
A terra onde se firma a raiz da vida.

Anúncios

One comment

  1. Volta não volta, volto aqui. E volto a deslumbrar-me nas palavras, coloridas, desta vez, em tons de vida!



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: