h1

A da foice

08/01/2012

Ao cabo de duzentos mil anos de atribulações, ainda não estamos devidamente preparados para lidar com a da foice. De todos os Fenómenos Naturais, a vida é, por desgraça, aquela que se nos apresenta com vulnerabilidade extrema, e cujo o grau de perda é, será sempre, incomensurável à escala humana. É uma certeza cíclica, abafada em terra. Na terra que pisamos agora e que nos pisará um dia, amanhã, talvez. Cabra coxa não tem folga, ensina o rifão. Deter o tempo é impossível. Cada hora mais neste vale de lágrimas é um malabarismo transitório entre o tudo e o nada.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: