h1

Fernando Pessoa – Plural como o Universo

12/03/2012

Exposição de Fernando Pessoa, na Gulbenkian. Reler pedaços da vida-obra de certos escritores tem o mesmo tónico encantador transfundido ao olhar a seiva de certas paisagens: fica-se com uma ideia mais aceitável de nós mesmos. Plural e diverso, há na sensibilidade instintiva e na loucura consciente do nosso maior poeta uma natureza inquieta, balizada por contrastes e alucinações lúcidas, um eu irresoluto conjugado na primeira pessoa do plural. «A minha pátria é a Língua Portuguesa», ensinou-nos Bernardo Soares. E nós, transitando na letra redonda dos seus versos, cruzando as fronteiras caleidoscópicas e indefinidas da sua alma perplexa, sentimo-nos universais, cidadãos legítimos do Mundo inteiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: