h1

25 de abril: um enigma por decifrar

25/04/2012

Estamos desgraçados. A Liberdade ardentemente desejada pelos nossos pais e avós na profundidade de largos anos de silêncio doloroso, paga, sabe Deus, a que quilates de sangue e de lágrimas, desbaratada na retórica eloquente e rancorosa daqueles em quem, superficialmente, sufragamos a nossa pequenez. A essência da dádiva dessa Liberdade, humana por vocação, transformada numa excrescência tirana por perversão. É escusado. Somos um povo amnésico de alheados. As Revoluções, neste país, não passam de farsas outorgadas no palco incivilizado do ressentimento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: