h1

Segredo

14/05/2012

Procuramos a eloquência

Em todas as horas relativas.

Damos vivas

A cada acto da existência.

Reféns de todas as pressas,

Na afonia das promessas

E juramentos por fazer,

Ignoramos a evidência:

É das palavras a voz que temos.

Sem as conhecer

Ou entender o seu poder,

Nada dizemos, nada podemos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: