Archive for 12 de Junho, 2012

h1

Serra

12/06/2012

O dia foi uma faina venturosa, à desgarrada das pernas e da imaginação, a mostrar a um antigo camarada de academia os escaninhos ocultos desta minha Serra. Uma radiografia diáfana ao cenário montanhês monchiquense, palco insensível de inúmeras tragédias humanas cuja grandeza fatídica nenhuma biografia coscuvilhou. Miradouros familiares e sobranceiros, as paredes violentas levantadas pelo suor verdadeiro da erosão no Barranco do Demo, o Castro do Alferce no pranto pedregoso da sua solidão, as águas santas a chalrar nas nascentes da Fornalha e da Malhada Quente. Altares sacramentais galgados à sobreposse, na legitima ufania de quem os vê pela primeira vez e deles se despede misticamente, como se estivesse a receber a bênção da extrema unção.

Anúncios