h1

Frustração

17/08/2012

Nunca somos as medidas que quisemos,
Fomos somente as distâncias que pudemos.
Fomos as flores que ficaram por florir,
Os sonhos prometidos por cumprir
E os versos de amor a sorrir
Que não escrevemos.
Fomos o avesso da harmonia
Num gesto lesto de negação
À voz certeira da agressão
Que a uma só palavra nos dizia
Que a perfeição não existia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: