h1

Apocalíptico

07/10/2012

Tínhamos um Letes como testemunha
E um Éden que florescia num sorriso.
Éramos costela, carne e unha
De um sonho de Deus no Paraíso.
Mas quando cada um de nós supunha
Que havia tempo de sobra
No cimento eterno dessa obra
Erguida nas paredes da manhã,
Saiu do entulho a serpente
Cuspindo casca e semente.
E nós, discretamente, arrotámos maçã.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: