Archive for 10 de Outubro, 2012

h1

Calmaria

10/10/2012

Há nas ondas um silêncio de prata;
Nada perturba a sua imensidão.
Apenas a solidão de uma fragata
De que me fiz marujo capitão.
Peixe da terra e água doce,
Vou nas correntes como se fosse
Levado a navegar na calma
Dessa paz serena e natural.
Sabendo que há mais vida e há mais alma
Quanto mais bebo desse mar e desse sal.

Anúncios