h1

De Profundis

11/10/2012

Não queiras dos frutos fazer escolhas
A árvore da vida tem outros atalhos
Outras seivas, outros gomos, outros galhos
Onde germinam novas flores e novas folhas.

Não oiças nos búzios as sereias
Há mais sinfonias e mais cantos
Entre marés, gritos e prantos
No vaivém fantasiado nas areias.

Não contes o tempo nos solstícios
Polarizados nos calendários celestiais
Quantas ilusões se difundem nos interstícios
Em que sonhamos ver auroras boreais?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: