h1

Greve Geral

16/11/2012

Greve Geral. Esmagado por um Governo que apenas o identifica e reconhece pelo número de contribuinte, o povo, no seu pragmatismo medular e objetivo, crente de que os homens públicos nem tão pouco merecem o chão que pisam, arrancou a calçada à rua e arremessou-a contra a autoridade. Esta, sem capotes à medida maciça da chuva, meteu a artilharia toda e dissipou a tempestade à bastonada, evidentemente. Portugal também é isto: forças desperdiçadas, sem rumo nem fim, que até para dizer basta precisam pedir a bênção violentada da polícia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: