h1

Fruta da época

20/11/2012

Peguei num pé de ilusão
Dum fruto despido ao meio
Pelo corrupio de uma faca.
Planteio-o, reguei-o,
Pus-lhe bosta de vaca.
Criou raízes, pegou de estaca.
E esperei que dum rebento
Florisse e crescesse
Um novo fruto sumarento
Que a toda a gente apetecesse.
Nem que fosse por desfastio
Deste pomar pobre e sombrio
Onde o sol nada amadurece.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: