h1

Homem sismo

21/11/2012

Sempre gostava de ver os estremecimentos insofridos que por aqui vou despejando registados no rasto de uma linha trémula sobre o papel de um sismograma. Perfil ultra-sensível subindo e descendo consoante as desafinações inquietas dos dias e, mormente, de mim mesmo, quem o lesse não encontraria escala emotiva onde balizar todo o sofrimento dentado. Richter sentir-se-ia o agoirento responsável pela magnitude dos abalos, Mercalli pelos escombros avivados pelo andar destrutivo do tempo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: