h1

Volatilização

23/11/2012

Quando a vida finalmente me quiser
Fora dos muros desta abstinência
De ser o que sou sem parecer
E um deus qualquer me devolver
Aos caminhos da inocência
Que na meninice se perdeu,
Serei o livro da minha essência
Escrito a branco e transparência
Em folhas que nunca ninguém leu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: