h1

Trinta

30/12/2012

Dia fatídico acontecido.

Tão íntimo e tão meu,

Que sem saber que me deu,

Ocorreu eu ter nascido.

Dia de sol nas lonjuras,

Mas de brilho frio, desagasalhado,

E o calor chega apagado

Ao fundo das minhas amarguras.

Dia de ter nas folhas

A seiva verde da raiz,

Mas que a vida, no toco das escolhas,

Nunca quis.

Um dia mais de desenganos

Correndo na andança

Do tempo de ser

Há trinta anos

Uma criança

Que não sabe crescer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: