h1

Escritura

14/01/2013

É um mal sem cura…
Se escrevo
É porque o devo
À procura
De um novo alento
Ao sofrimento.
Ou tudo ou nada,
Nem mais nem menos,
Nem menos nem mais,
A medida é tão imaginada,
Que os sonhos, mesmo pequenos,
São como as coisas reais.
Ora agitados, ora serenos,
Feitos de letras e sinais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: