h1

Regresso

04/03/2013

Regresso à minha escola secundária, onde falei sobre poesia e sobre livros aos alunos que me sucederam nas carteiras. Diante da mesma ardósia onde li em voz alta D. Dinis, Garrett, Bocage, Camões, Antero, Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Torga, Eugénio de Andrade, Sophia de Mello Breyner Andresen e outros predestinados da lira, foi-me consentida a ocasião de dedilhar as cordas vocais e dar à atmosfera um ar dos meus próprios versos. Exposto às fatias perante um auditório de jovens, foi como se assinasse no livro de ponto o sumário judicativo do futuro. Só eles, na secreta lucidez de amanhã, estarão habilitados a dizer se as magras palavras que depositei hoje no mealheiro da esperança trarão juros suficientes para que possam reparti-los caridosamente comigo na velhice.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: