h1

S.O.S

09/06/2013

Somos nós os náufragos de nós mesmos.
E também eu me deixei um dia naufragar,
A cuidar que as as coisas que dizia,
Que as palavras de areia que escrevia,
Eram garrafas com mensagens a boiar.
E deitei tantos pedidos de S.O.S.,
À espera que aparecesse
Uma mão para me agarrar,
Que quanto mais esbracejava,
Mais me afundava
Na esperança de me conseguir salvar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: