h1

A feira do livro da Escola

10/12/2013

Visita à Feira do Livro da biblioteca da Escola Básica Manuel do Nascimento, a minha escola local. As bibliotecas são lugares de que gosto e que me dá a impressão de que me pagam na mesma moeda. Há nelas um sossego místico, um silêncio sagrado em túmulos de papel, uma harmonia preservada no rigor rectilíneo das estantes que nenhum desequilíbrio interior consegue conspurcar. Murado por uma fortaleza de papel e erudição, até o mais frágil dos curiosos se sente indestrutível. E quando vemos na superfície imaterial desses muros grafítis pintados com uns pobres versos nossos, podemos descansar por umas horas e receber, honrados, a justificação do calvário. As vedações erguidas no perímetro das nossas mortificações, aos olhos dos outros, tanto podem parecer versos de arame farpado acautelados por avisos de propriedade privada, como breves e singelas mensagens de boas-vindas. E isso, felizmente, não depende da perplexidade original da mão de quem escreve, mas da cor com que os olhos que lêem as sentem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: