h1

Dar a volta ao mundo

10/12/2013

Dar voltas e voltas,
Estar sempre a girar.
E ver nas reviravoltas
O Mundo a rodar.
E se o Mundo (não) vira
Para nenhum ponto cardeal
Nada te retira
Da Gravidade orbital.
Basta apenas continuar
A sonhar.
O Mundo não claudica
Mesmo quando fica
De pernas para o ar.
Porque volta não volta,
Com tanta volta por dar,
Uma nova força se solta
E tudo começa a mudar.

* resposta aos versos da autoria de Manuel António Pina incluídos na peça de teatro “Ventolão, o maior intelectual do mundo”, escrita em 1978:

“Virar o mundo de dentro para fora
e ver se o mundo assim melhora
e se nem assim o mundo melhorar
voltá-lo a virar, a virar, a virar.

Tantas voltas o mundo há-de dar
que alguma coisa se há-de aproveitar.
E se o outro lado pode ser pior
também pode muito bem ser melhor!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: