h1

Evasão

10/12/2013

Não sabes o que queres
E é por isso que te dói.
Talvez sejam as mulheres
Ou o rodar do tempo que te mói.
E vais-te gastando sem saberes
Ter aquilo que não tens.
Foges aos dons que a vida te dá.
Os teus sentidos são reféns
Dum coração que está onde não está.
Mas sabes que só assim
Manténs vivo o teu ser original.
No início, no meio e no fim,
Estás condenado à sentença
Do tempo intemporal:
Viver de amor, essa doença
Sempre diferente, sempre igual.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: