h1

TELEGRAMA

10/12/2013

Da memória deste dia,
Nada há para registo.
Nada, excepto isto:
O sol floriu nas ramadas,
As cigarras tocaram
Músicas riscadas,
Os relógios andaram
Em corridas demoradas.
E o mundo lá avançou
Nas suas voltas cronometradas.
Mas estacou quando parou
Nas minhas ilusões desencantadas.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: