Posts Tagged ‘Insónias’

h1

Não durmo!

09/02/2013

Nova noite em claro, de ouvidos tapados pelo chiar monótono do silêncio e com os olhos abertos ao panorama confinado da escuridão. Não durmo patavina! É como se tivesse sido enterrado vivo e esperasse ansiosamente pelo sol nascente para poder ser resgatado ao peso morto da sepultura.

h1

Insónia

23/01/2013

Não me peçam para sonhar.
Porque o mal é, nos intervalos,
Não querer mais acordar.
Ter novos sonhos e desejar
Concretizá-los
Num futuro presente.
Não me digam que a sonhar
Também se sente
Palpitar
Um consolo redentor
No coração.
Não, se a dimensão
Do sonho for
Maior que a ilusão
Do sonhador.

h1

Insónias

22/01/2013

Enquanto os outros dormem e aprofundam as possibilidades infinitas dos sonhos nas enxergas do subconsciente, eu permaneço desperto e com uma pilha de silêncios escuros à cabeceira, velando a impossibilidade cismada nos meus.