Posts Tagged ‘Tempo’

h1

Regresso

25/05/2012

Terminou há pouco o sortilégio de uns dias longe do vespeiro humano. E depressa ressurgirá à tona a inconstância crispada do pior de mim. Atrás da ânsia intransigente de solidão, a necessidade condescendente de socialização. Conciliá-las é a minha grande pecha. E, entretanto, o tempo vai fugindo na sua impaciência. Bem tenho tentado detê-lo recorrendo às armas dos poetas: ou a escrevê-lo, no retiro dos anacoretas, ou a espremer-lhe a íntima significação de todos os instantes, no meio convivente das assembleias.

Anúncios
h1

A da foice

08/01/2012

Ao cabo de duzentos mil anos de atribulações, ainda não estamos devidamente preparados para lidar com a da foice. De todos os Fenómenos Naturais, a vida é, por desgraça, aquela que se nos apresenta com vulnerabilidade extrema, e cujo o grau de perda é, será sempre, incomensurável à escala humana. É uma certeza cíclica, abafada em terra. Na terra que pisamos agora e que nos pisará um dia, amanhã, talvez. Cabra coxa não tem folga, ensina o rifão. Deter o tempo é impossível. Cada hora mais neste vale de lágrimas é um malabarismo transitório entre o tudo e o nada.