Posts Tagged ‘Inverno’

h1

Aguaceiro

18/11/2012

Chove lá fora.
Qualquer hora
É boa para o inverno acontecer.
Mesmo sendo outono agora,
Todos temos quatro estações para viver.
Todos trazemos o verão num sorriso
A derreter nos corações
O gelo das desilusões
Que fustigam a alma sem aviso,
Quando estamos em primaveras de beleza
Permanentemente a reverdecer.
E aí, regressamos à certeza
Que o tempo é uma ordem de grandeza
Que passa a chover.

Anúncios
h1

Desilusão

26/09/2012

Queria, agora, ao abrir a porta,

Que não me entrasse em casa um inverno.

Raios de um sol escrito a letra-morta

Apagados na chuva do caderno.

 

Queria ver a escorrer na rua,

Lavado no barro dum ribeiro,

O sorriso atrás do nevoeiro

Que ontem vi na Lua.

h1

Destino

06/03/2012

Noite funda:

Calou-se tudo.

O vento, mudo,

Desarruma a vastidão

Da casa inteira.

Estou só.

Um frio de redenção

Apaga a ira do vulcão

Aprisionado na lareira.

E o fogo, lento e triste,

Apenas insiste

Em arder até à chama derradeira.

h1

Quase

07/02/2012

Um dia mais de inverno adiado. O sol destes dias, rasteiro e frio, volatilizado no índigo desgarrado na largura desmedida do céu, lembra-me os três primeiros versos do poema Quase, de Mário de Sá Carneiro. É como se eu próprio estivesse no centro deles, estendido em verso livre, sem nada mais me falar:

«Um pouco mais de sol – eu era brasa,

Um pouco mais de azul – eu era além.

Para atingir, faltou-me um golpe de asa…»