Archive for Julho, 2009

h1

Quem te avisa amigo é

31/07/2009
Imagem: Jornal Primeiro de Janeiro

Imagem: Jornal Primeiro de Janeiro

Percebo a intencionalidade do trocadilho implícito na manchete. Porém, transformar a letra i num sinal de exclamação de maneira a ajustar o título à dimensão da folha, é um golpe de ilusionismo um tanto rebuscado. Deixo para vós o julgamento: pérola ou técnica jornalística primorosamente ataviada?

Anúncios
h1

Os estranhos topónimos da cartografia

30/07/2009
Pissarral

Sítio do Pissarral, freguesia de Alferce, Monchique.

Fica a dúvida: terão os dois s sido propositadamente adoptados, no sentido de evitar mal-entendidos? Refiro-me, obviamente, ao facto de piçarra ser sinónimo de calhau de xisto, ou cascalheira, o que parece ser o caso…

h1

Charcutaria

29/07/2009
salsichas

Imagem: Bom Dia Portugal, RTP1

Binómios como o Bem e o Mal, a Luz e as Trevas, o Céu e o Inferno, Salsicha e «Salchicha» locupletaram o misticismo das eras e dos tempos. Resta saber qual o efeito do termo «salcicha» no esoterismo intrínseco à última das antinomias referidas.

Assim se escreve, em bom português.

h1

O lugar das asneiras

29/07/2009
Imagem: Record on-line

Imagem: Record on-line

Assim se escreve, em bom português.

h1

H1N1 white flu sensation

29/07/2009
Fotografia: Monchique

Fotografia: Monchique

Numa hora de maior aperto, houve quem se tenha precavido convenientemente, acautelando o isolamento necessário aos mais agoirentos vírus. No meio dos calafrios próprios da aflição do momento, é de enaltecer o sangue frio e calculismo meticuloso de quem teve tempo para pensar em tudo. Arrisco-me a afirmar que a medida teve em consideração o alto grau de contagio da Gripe A, transfigurando o sanitário público num espaço «chique a valer».

h1

Mark thing: BPP italiano

28/07/2009
Imagem: Itália. Enviada por: Ana Cristina Nunes

Imagem: Itália. Enviada por: Ana Cristina Nunes

Por entre depravações, esta espantosa imagem sugere os graves problemas de liquidez vivenciados por alguns bancos portugueses e internacionais. E vai daí que me lembrei da possibilidade do texto seguinte poder ajudar qualquer coisa: 

«Através da regulação (taxação das transacções, regulamentação da actividade dos diferentes agentes, intervenção de um sector público robusto, etc) o sistema financeiro pode ser disciplinado e estabilizado. Se as suas irresponsáveis acções têm efeitos exacerbados nas vidas de todos nós, então porque não poderemos ter, todos nós, uma palavra a dizer no seu funcionamento?»

Nuno Teles, in Ladrões de Bicicletas

h1

Fitter, happier, more productive

28/07/2009
Imagem: Nenhures em Monchique

Imagem: Nenhures em Monchique

Assim se escreve, em bom português.